Transferência Embrionária

A transferência de embriões consiste em introduzir dentro da cavidade uterina, passando pelo colo do útero, um fino cateter contendo os embriões; procedimento este praticamente indolor. O número de embriões transferidos é, em geral, inferior a três. Entretanto, esta conduta poderá variar dependendo da idade da paciente, da qualidade dos embriões e da porcentagem de óvulos que se dividiram. É ideal que o(a) companheiro(a) esteja presente no momento da transferência, para que a equipe médica possa discutir com o casal a melhor conduta a ser tomada. Após a transferência, a paciente deverá permanecer na clínica por, pelo menos, uma hora e utilizar somente medicações autorizadas. Em caso de ocorrência de sangramentos e/ou febre após o procedimento, é altamente aconselhado contato imediato com a clínica. Nos 15 primeiros dias após a transferência embrionária, deve-se evitar esforços físicos muito intensos e relações sexuais.